Por Acaso o Cristão é um Pecador?

—Dan Corner—

[Cópias deste artigo, sem acréscimos nem omissões,
incluindo-se o nome do autor e endereço do ministério no final do
artigo é permitido e altamente encorajado.]


 

Nós temos recebido muitos e-mails ao longo dos anos dizendo ou que todos os cristãos são pecadores ou que estes devem continuar pecando todo o tempo até o final de suas vidas.  Este artigo foi escrito com o expresso propósito de lançar luz bíblica sobre este assunto.  O leitor é convidado a deixar de lado todas as idéias já preconcebidas neste assunto e ponderar várias vezes sobre as palavras pecador(a) e pecadores encontradas na Bíblia.  Serão citados neste artigo todos os versículos que contém estas palavras no Novo Testamento.  Depois desta lista serão feitas várias observações importantes em conseqüência disso:


E eis que uma mulher pecadora que havia na cidade, quando soube que ele estava à mesa em casa do fariseu, trouxe um vaso de alabastro com bálsamo;  (Lucas 7:37)

Mas, ao ver isso, o fariseu que o convidara falava consigo, dizendo: Se este homem fosse profeta, saberia quem e de que qualidade é essa mulher que o toca, pois é uma pecadora. (Lucas 7:39)

Digo-vos que assim haverá maior alegria no céu por um pecador que se arrepende, do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento.  (Lucas 15:7)

Assim, digo-vos, há alegria na presença dos anjos de Deus por um só pecador que se arrepende.  (Lucas 15:10)

Mas o publicano, estando em pé de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: ó Deus, sê propício a mim, o pecador!  (Lucas 18:13)

Ao verem isso, todos murmuravam, dizendo: Entrou para ser hóspede de um homem pecador.  (Lucas 19:7)

Por isso alguns dos fariseus diziam: Este homem não é de Deus; pois não guarda o sábado. Diziam outros: Como pode um homem pecador fazer tais sinais? E havia dissensão entre eles.  (João 9:16)

Então chamaram pela segunda vez o homem que fora cego, e lhe disseram: Dá glória a Deus; nós sabemos que esse homem é pecador.  (João 9:24)

Respondeu ele: Se é pecador, não sei; uma coisa sei: eu era cego, e agora vejo.  (João 9:25)

Mas, se pela minha mentira abundou mais a verdade de Deus para sua glória, por que sou eu ainda julgado como pecador?  (Rom 3:7)

sabei que aquele que fizer converter um pecador do erro do seu caminho salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados.  (Tiago 5:20)

E SE O JUSTO APENAS SE SALVA, ONDE APARECERÁ O ÍMPIO E O PECADOR?  (I Pedro 4:18)

Ora, estando ele à mesa em casa, eis que chegaram muitos publicanos e pecadores, e se reclinaram à mesa juntamente com Jesus e seus discípulos.  (Mat 9:10)

E os fariseus, vendo isso, perguntavam aos discípulos: Por que come o vosso Mestre com publicanos e pecadores?  (Mat 9:11)

Ide, pois, e aprendei o que significa: MISERICÓRDIA QUERO, E NÁO SACRIFÍCIOS. Porque eu não vim chamar justos, mas pecadores.  (Mat 9:13)

Veio o Filho do homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis aí um comilão e bebedor de vinho, amigo de publicanos e pecadores. Entretanto a sabedoria é justificada pelas suas obras.  (Mat 11:19)

Então voltou para os discípulos e disse-lhes: Dormi agora e descansai. Eis que é chegada a hora, e o Filho do homem está sendo entregue nas mãos dos pecadores.  (Mat 26:45)

Ora, estando Jesus à mesa em casa de Levi, estavam também ali reclinados com ele e seus discípulos muitos publicanos e pecadores; pois eram em grande número e o seguiam.  (Marcos 2:15)

Vendo os escribas dos fariseus que comia com os publicanos e pecadores, perguntavam aos discípulos: Por que é que ele come com os publicanos e pecadores?  (Marcos 2:16)  Jesus, porém, ouvindo isso, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas sim os enfermos; eu não vim chamar justos, mas pecadores.  (Marcos 2:17)

Ao voltar pela terceira vez, disse-lhes: Dormi agora e descansai.-Basta; é chegada a hora. Eis que o Filho do homem está sendo entregue nas mãos dos pecadores.  (Marcos 14:41)

Murmuravam, pois, os fariseus e seus escribas contra os discípulos, perguntando: Por que comeis e bebeis com publicanos e pecadores?  (Lucas 5:30)

eu não vim chamar justos, mas pecadores, ao arrependimento.  (Lucas 5:32)

Se amardes aos que vos amam, que mérito há nisso? Pois também os pecadores amam aos que os amam.  (Lucas 6:32)  E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que mérito há nisso? Também os pecadores fazem o mesmo.  (Lucas 6:33)  E se emprestardes àqueles de quem esperais receber, que mérito há nisso? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para receberem outro tanto.  (Lucas 6:34)

veio o Filho do homem, comendo e bebendo, e dizeis: Eis aí um comilão e bebedor de vinho, amigo de publicanos e pecadores.  (Lucas 7:34)

Respondeu-lhes Jesus: Pensais vós que esses foram maiores pecadores do que todos os galileus, por terem padecido tais coisas?  (Lucas 13:2)

Ora, chegavam-se a ele todos os publicanos e pecadores para o ouvir.  (Lucas 15:1)  E os fariseus e os escribas murmuravam, dizendo: Este recebe pecadores, e come com eles.  (Lucas 15:2)

sabemos que Deus não ouve a pecadores; mas, se alguém for temente a Deus, e fizer a sua vontade, a esse ele ouve.  (João 9:31)

Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós.  (Rom 5:8)

Porque, assim como pela desobediência de um só homem muitos foram constituídos pecadores, assim também pela obediência de um muitos serão constituídos justos.  (Rom 5:19)

Nós, judeus por natureza e não pecadores dentre os gentios,  (Gal 2:15)

Mas se, procurando ser justificados em Cristo, fomos nós mesmos também achados pecadores, é porventura Cristo ministro do pecado? De modo nenhum.  (Gal 2:17)

reconhecendo que a lei não é feita para o justo, mas para os transgressores e insubordinados, os irreverentes e pecadores, os ímpios e profanos, para os parricidas, matricidas e homicidas, (I Tim 1:9)

Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime que os céus;  (Heb 7:26)

Considerai, pois aquele que suportou tal contradição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos canseis, desfalecendo em vossas almas. (Heb 12:3)

Chegai-vos para Deus, e ele se chegará para vós. Limpai as mãos, pecadores; e, vós de espírito vacilante, purificai os corações.  (Tiago 4:8)

para executar juízo sobre todos e convencer a todos os ímpios de todas as obras de impiedade, que impiamente cometeram, e de todas as duras palavras que ímpios pecadores contra ele proferiram.  (Judas 15)

 

Paulo era um Pecador ou um Santo?

Acima foram citados todos os versículos no Novo Testamento onde aparecem as palavras pecador(a) e pecadores, havendo apenas uma exceção:

Fiel é esta palavra e digna de toda a aceitação; que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais sou eu o principal;  (I Tim 1:15)

O apostolo Paulo identificou-se a si mesmo como um pecador, mas o contexto revela que ele estava falando sobre sua vida antes de encontrar a salvação.  Observe o contexto desta passagem:


Dou graças àquele que me fortaleceu, a Cristo Jesus nosso Senhor, porque me julgou fiel, pondo-me no seu ministério, ainda que outrora eu era blasfemador, perseguidor, e injuriador; mas alcancei misericórdia, porque o fiz por ignorância, na incredulidade; e a graça de nosso Senhor superabundou com a fé e o amor que há em Cristo Jesus.  Fiel é esta palavra e digna de toda a aceitação; que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais sou eu o principal; mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, o principal, Cristo Jesus mostrasse toda a sua longanimidade, a fim de que eu servisse de exemplo aos que haviam de crer nele para a vida eterna. (I Tim 1:12-16)


Quando Paulo escreveu “eu era blasfemador, perseguidor, e injuriador”, está claro que estava se referindo ao período em que ainda não era salvo.  Isto é ainda mais patente quando ele escreveu “porque o fiz por ignorância, na incredulidade”.  Como é triste que falsos mestres retirem I Tim 1:15 de seu contexto numa tentativa de aplicar o rótulo de pecador a Paulo depois de sua salvação!  Que terrível distorção da santa Palavra de Deus!  Isto é o que os mestres da doutrina da eterna segurança mais em particular, tem feito.  Eles não se incomodam em difamar o caráter santo de Paulo em seu caminho, ou fazer o mal uso de qualquer outra passagem bíblica, contanto que possam de alguma forma apresentar a vida cristã como permitindo iniqüidade, falta de frutos, mundanismo e coisas deste gênero.  Os mestres da doutrina da eterna segurança tem um entendimento obscuro e perigoso do que a Palavra de Deus ensina e tem corrompido multidões com seus ensinamentos. 

 

Pecador – Arrependa-se!

Com relação a palavra pecador(a) (ou pecadores) a verdade é que se você é um deles, então Jesus chama você ao arrependimento (a abandonar a iniqüidade):


eu não vim chamar justos, mas pecadores, ao arrependimento.  (Lucas 5:32)


Está claro como cristal que a palavra de Deus contrasta pecadores com justos numerosas vezes.  Em outras palavras, se você é um pecador, então você não é um justo e portanto não está preparado para o Reino de Deus, mas pelo contrário está indo para a fornalha de fogo, onde haverá choro e ranger de dentes:


E irão eles para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna.  (Mat 25:46)

Assim será no fim do mundo: sairão os anjos, e separarão os maus dentre os justos, e lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá choro e ranger de dentes.  (Mat 13:49;50)

Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles ajuntarão do seu reino todos os que servem de tropeço, e os que praticam a iniquidade, e lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá choro e ranger de dentes.  Então os JUSTOS RESPLANDECERÃO COMO O SOL, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos, ouça.  (Mat 13:41-43)

 

Por acaso você é do Diabo

Acrescentando, aqueles que praticam pecado são do diabo.  Tal pessoa não é considerada justa apenas por ter tido um momento passado de fé, como alguns tem sido iludidos a crer:


Filhinhos, ninguém vos engane; quem pratica a justiça é justo, assim como ele é justo; quem comete pecado é do Diabo; porque o Diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo.  (I João 3:7;8)


E finalmente, Paulo escreve sobre si mesmo:


Tendo esperança em Deus, como estes mesmos também esperam, de que há de haver ressurreição tanto dos justos como dos injustos.  Por isso procuro sempre ter uma consciência sem ofensas diante de Deus e dos homens.  (Atos 24:15;16)


Caro leitor, Paulo sempre manteve a consciência limpa diante de Deus e dos homens na luz da ressurreição de ambos justos e injustos (pecadores).  Ele claramente colocou a si mesmo no grupo que é descrito em Atos 24:15;16 como justo.  Portanto, na luz desta passagem e das demais supracitadas, nem o apóstolo Paulo nem nenhum cristão é um pecador, mesmo que aqueles que tentam transformar a graça em uma licença para a imoralidade (Judas 3;4) queiram que você pense assim.  Por este tipo de apresentação distorcida de um cristão como sendo um pecador, falsos mestres tem atentado contra a imagem santa do Cristianismo em si. 

 

 


Retorne a Evangelical Outreach
www.evangelicaloutreach.org

Endereço: P.O. Box 265, Washington, PA 15301-0265, USA

mailbox